1/22/2018

9-1-1 [MS]

Esta série mostra pessoas que trabalham em serviços de emergência e precisam equilibrar o trabalho com suas vidas pessoais. O elenco é grande e diverso. 


Confesso que fiquei pilhado no socorro do bebê, mas não curti isso de não saber o final das histórias, como a narradora falou no começo do episódio. Também não curti o fato de entrar na vida pessoal dos bombeiros. Eu não podia ligar menos para o marido de uma das socorristas ser gay ou do bombeiro mais novo ser chamado atenção por indisciplina. 

Não vi nada que não tenha visto em outros pilotos. Passo. 

Àqueles que gostaram, uma boa notícia: a segunda temporada já está certa. 

No Banco de Séries - 9-1-1
Status: Sem grade pra você. 
Próxima: Derry Girls

1/19/2018

Grown-ish [MS]

O primeiro spin-off do ano! Zoey, personagem de Black-ish vai para a faculdade e passaremos a acompanhar a sua vida daqui em diante. 



Não deixa de ser uma série adolescente com uma pessoa que acha saber de tudo [e ela diz isso com 3 min de piloto] e que vai descobrir que o mundo vai além do que a cerca. Felizmente, ela admite seu erro. 

Não achei graça. Mesmo a constante quebra da quarta parede não foi suficiente para me convencer a continuar. Passo. 

No Banco de Séries - Grown-ish.
Status: Sem grade pra você. 
Próxima: 9-1-1

1/17/2018

LA to Vegas [MS]

Esta série mostra uma equipe que trabalha em uma linha aérea e, toda semana, vai a Las Vegas para tentar a sorte. 

A premissa se baseia na pouca estabilidade mental dos membros do grupo e seus respectivos comportamentos erráticos. É uma pena que chegamos ao ponto em que esse tipo de premissa ainda seja usada em programas de humor. É algo que não me agrada. 



O humor é rasteiro e ruim. Forte candidato a bomba da MS. 


No Banco de Séries - LA to Vegas.
Status: Sem grade pra você. 
Próxima: Grown-ish.

1/15/2018

McMafia [MS]

Alex é filho de russos morando na Inglaterra. Seus pais eram envolvidos com a máfia. Apesar de Alex e sua namorada tentarem levar uma vida honesta, as conexões passadas dos pais começam a ir atrás dele. Dessa forma, caberá a Alex enfrentar essa ameaça para proteger seus entes queridos. 

McMafia é da BBC One, mesmo canal de Gunpowder, por exemplo. Essa sinopse, que parece um daqueles filmes com Steven Seagal, não atrai tanto. O nome, inclusive, não tem muita relação com o que acontece no piloto. Ele é competente na apresentação dos personagens, mas falha em nos convencer a ter simpatia por qualquer dos personagens. 


É uma série inglesa e, como tal, não há garantia de uma história com várias temporadas. Se você curte uma série cheia de intrigas, explosões e batalhas com a máfia, recomendo que continue assistindo. Eu fico por aqui. 

No Banco de Séries - McMafia
Status: Sem grade pra você. 
Próxima: LA to Vegas.

1/12/2018

The End of the F***ing World [FS]

Nesta série, somos apresentados a James, um adolescente inglês com um desejo anormal: matar uma pessoa após ter tirado a vida de vários animais. Sua mãe o abandonou e seu pai não é exatamente um bom modelo a ser seguido. 

Sua vida muda um pouco quando ele conhece Alyssa, outra adolescente que está cansada de uma vida e de executar as expectativas de sua mãe. Ela vê James como um companheiro de fuga, enquanto ele busca nela algo diferente. 


Confesso que tenho dificuldades em gostar de séries adolescentes, mas, decidi baixar mais alguns episódios para ver antes de decidir. A promessa de uma série de humor negro e inglês me deixa interessado. Ver mais dois episódios não fará mal algum. 


No Banco de Séries - The End of the F***ing World [FS]
Status: Geladeira.

Aviso: 2018 começou e já temos pilotos novos para analisar. Retomaremos o trabalho a partir da próxima semana! 

12/23/2017

Análise da Fall Season

Acredito que essa foi uma Mid Season bem fraca. De todos os pilotos que foram exibidos [e você encontra aqui análises de todos eles], apenas duas séries ficaram na grade: Me, Myself and I [já cancelada] e Philip K. Dick's Electric Dreams [que já exibiu 6 dos 10 episódios prometidos]. Acho uma injustiça o cancelamento prematuro da primeira e sei que a aventura logo será encerrada com a segunda. Não vou levar nada a diante. 

E The Deuce? Não tinha entrado na grade?!

Sim. Eu acabei mudando de idéia, entretanto. Há muita violência contra mulheres nessa série. Um evento do último episódio foi decisivo nesse sentido. Não vou dar audiência a uma série que retrata agressões. Sei que é uma crítica [não consigo conceber como uma série se prestaria a usar esse recurso em 2017], mas não tenho o estômago. Além do que, estou com resistência ao James Franco. Eu o acho muito cheio de si para o meu gosto. Passo. 

Sick Note, outra que ficou na berlinda, também rodou. Ver na tela alguém tendo vantagens por conta de fingir ter uma doença grave não me caiu bem. O humor inglês pode ser negro e peculiar, mas não fui conquistado dessa vez.

Tivemos várias séries militares [que abordam diferentes aspectos das Forças Armadas dos Estados Unidos], mas nenhuma me fez querer continuar. Se você não acreditar em mim, recomendo que escute o Pod of War, podcast sobre Guerras do Seriemaníacos. Eles podem explicar em minúcias porque as 4 séries são tão ruins.

De resto, sem maiores destaques. Achei desnecessários duas séries temáticas de Star Trek na mesma Mid Season [uma é só paródia, mas, ainda assim, é questionável] e existir uma série em que nada acontece.

Fechamos mais uma Mid Season. Felicitações a quem chegou até aqui.

Voltamos no ano que vem com mais pilotos [que sejam melhores em comparação a alguns vistos esse ano, por favor].

Feliz natal e um próspero ano novo a você, sua família e seus personagens favoritos. Inté